TV UFPB para Quem? Uma Reflexão Sobre o Papel da TV Universitária na Comunidade Acadêmica e na Sociedade

Rocha, Laena

Resumo

No Brasil, a partir da década de 1990, houve uma expansão significativa das TVs Universitárias com a promulgação da Lei 8.977, de 6 de janeiro de 1995, que ficou conhecida como Lei do Cabo. Instituições de Ensino Superior de todo país lançaram-se no desafio de fazer televisão em suas estruturas muitas vezes frágeis de gestão e de poucos recursos financeiros. A TV UFPB, a televisão da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) é exemplo desse fenômeno e após 10 anos de criação ainda busca se consolidar enquanto emissora do segmento. Neste contexto, esta pesquisa buscou refletir o papel desempenhado pela TV UFPB na comunidade acadêmica e na sociedade, na visão de gestores da emissora. Para isso, foram entrevistados os diretores que conduziram a emissora em suas três fases de atuação; consulta aos documentos oficiais, resoluções e legislação, além de uma revisão bibliográfica. A necessidade de um planejamento estratégico, a busca por novas alternativas de captação de recursos financeiros, a gestão estratégica dos recursos humanos e um diálogo contínuo com a sociedade são alguns dos caminhos possíveis a serem trilhados pelos gestores, funcionários e colaboradores para fazer com que a emissora atinja seu fim, qual seja o de contribuir com o interesse público e o exercício da cidadania.

Citação

Artigo Completo

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.