PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO: avaliação de satisfação dos servidores da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa

SILVA, Paulo
AMARANTE, Nadja

Resumo

No atual contexto organizacional, qualquer empresa deve considerar como seu principal ativo as pessoas que a compõe, pois são elas que respondem pelo seu crescimento, produtividade e competitividade.No setor público não é diferente e, talvez, ainda mais relevante esse entendimento, dada a natureza dos serviços prestados por seus servidores. Nesse sentido, como forma de recompensa e valorização dessas pessoas, toda organização deve constituir um plano de cargos, carreiras e salários, por ser um recurso estratégico de gestão, que possibilita uma política de remuneração mais adequada e condizente com os reais interesses dos indivíduos e organizacionais. A proposta deste estudo, portanto, foi avaliar o atual Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) implementado pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (SEMOB-JP), sob a perspectiva de satisfação dos seus servidores. A SEMOB-JP é uma autarquia da Prefeitura Municipal de João Pessoa/PB, que responde pelas políticas de mobilidade urbana, englobando ações na área de trânsito e transportes. A pesquisa classifica-se como aplicada, descritivo-exploratória quanto aos fins e estudo de caso no que concerne ao seu objeto de estudo. A população-alvo foi os servidores efetivos lotados na sede da SEMOB-JP, selecionados a partir de critérios intencionais, não probabilísticos, tais como tempo de exercício no cargo. Em relação aos procedimentos técnicos, trata-se de pesquisa bibliográfica e de campo. A coleta de dados se deu por aplicação de questionário estruturado, pelo qual foiexplorado o nível de satisfação dos respondentesem sete áreas: missão/valores e objetivos da organização; aspectos gerais do PCCR;estrutura do quadro de pessoal;vencimento, remuneração e gratificações; cargo e jornada de trabalho; trajetória de carreira; e enquadramento. A partir da abordagem quali-quantitativa do problema e dos resultados, constatou-se um baixo nível de satisfação (44,61%) dos servidores entrevistados, com o atual PCCR da SEMOB-JP, tendo sido possível identificar várias fragilidades nos aspectos avaliados, evidenciando a necessidade de sua revisão e/ou correta gestão, para as quais foram feitas recomendações.

Citação

Artigo Completo

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.