Estudo da Exposição de Colaboradores ao Agente Físico Ruído em uma Empresa de Beneficiamento de Quartzito

SANTOS, Rayvon
BARBOSA, Anrafael

Resumo

O ruído constitui um dos maiores riscos potenciais para a saúde dos trabalhadores, a exposição a ele pode acarretar diversas alterações no organismo e impactos negativos na qualidade de vida. Este estudo teve como objetivo analisar a exposição dos colaboradores ao agente físico ruído em uma empresa de beneficiamento de quartzito. A metodologia aplicada para aferição quantitativa foi baseada na utilização de um aparelho tipo Dosímetro Digital Portátil de Ruído, marca Instrutherm, modelo DOS-600. Em adição, utilizou-se um questionário composto por 21 perguntas objetivas a respeito do ruído presente no local de trabalho, assim como dos sintomas apresentados pelos colaboradores comuns às patologias provocadas por este agente. A amostra foi composta por 28 funcionários de ambos os sexos, com idade variando entre 21 e 49 anos e tempo de serviço na empresa entre 1 e 10 anos. A partir da análise dos resultados constatou-se a presença de níveis acima do limite de tolerância estipulado pela NR 15 e a presença de diversos sintomas auditivos e extra-auditivos por parte dos trabalhadores. Diante dos fatos, comprovou-se a necessidade da utilização da Higiene Ocupacional como forma de definir medidas que controlem os níveis de ruído visando diminuir a exposição dos trabalhadores, atenuando assim os impactos negativos na saúde e qualidade de vida.

Citação

Artigo Completo

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.