Estudo Etnobotânico de Plantas Medicinais em uma Área de Caatinga na Paraíba

RIBEIRO, Sâmala
COSTA, Géssica

Resumo

O estudo teve como objetivo efetuar levantamento etnobotânico sobre o conhecimento e uso das plantas medicinais no município de Frei Martinho- PB. Para tanto, a coleta de dados ocorreu mediante entrevista semi-estruturada, conversas formais e informais, com informantes-chave, escolhidos de modo intencional e através do método “bola de neve”. A partir do levantamento, foi registrado o conhecimento de 75 espécies vegetais com propriedades medicinais, pertencentes a 38 famílias sendo as famílias mais representativas: Fabaceae (11 spp.), Lamiaceae (5 spp.) e Asteraceae (5 spp.). As espécies mais citadas foram: Chenopodium ambrosioides L., Chamomilla recutita (L.) Rauschert, Mentha x villosa Huds., Rosmarinus officinalis L., Plectranthus amboinicus (Lour.) Spreng., Cymbopogon citratus (DC.) Stapf, Lippia alba (Mill.) N.E. Br. ex Britton & P. Wilson, Gomphrena sp., Hybanthus calceoolaria (L.) Oken, Punica granatum L. e Eucalyptus globulus Labill. As folhas foram as partes da planta mais utilizadas e o chá e o lambedor as preparações mais comuns usadas para preparar medicamentos. Os problemas mais comuns citados foram as doenças associados a processos inflamatórios, cicatrizantes e doenças do aparelho respiratório e aparelho digestivo. Diante dos resultados desta pesquisa, pode-se afirmar que a comunidade estudada é detentora de um vasto conhecimento sobre a flora medicinal da região. Considerando que os entrevistados em sua totalidade fazem uso de plantas medicinais no seu cotidiano, embora não seja exclusivamente, chegando a substituir os medicamentos industrializados por produtos naturais derivados de plantas em elevada percentagem.

Citação

Artigo Completo

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.