Morfometria do umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.) e caracterização dos 2 frutos no Seridó e Curimataú paraibano

Lucena, Talita Kelly Pinheiro

Resumo

Dentre as espécies do bioma Caatinga, o umbuzeiro é uma representante típica das plantas xerófilas do semiárido nordestino, com destacada importância socioeconômica e ambiental e que deve ser melhor conhecida no seu habitat local para otimização do seu potencial, notadamente o agroindustrial. Com isto, este trabalho objetivou analisar os aspectos biométricos das plantas e as características físicas e químicas de frutos de umbuzeiros do Seridó e Curimataú Paraibano. A pesquisa foi desenvolvida com matrizes de umbuzeiros localizadas em comunidades rurais em municípios do Curimataú e Seridó paraibano. Para cada planta foram avaliadas as variáveis: altura da planta, comprimento e diâmetro caulinar, diâmetro da copa, comprimento da ráquis floral, comprimento dos eixos secundários das panículas e número de flores por panícula. Nos frutos foram avaliados a sua massa fresca total, da casca, da semente, da polpa, a porcentagem da semente, o rendimento da polpa, a relação polpa/semente, os diâmetros longitudinais e equatoriais, o pH e o teor de sólidos solúveis. Os umbuzeiros das distintas regiões fisiográficas paraibanas analisadas possuem um alto grau de variabilidade genética expresso nos caracteres biométricos e características físicas e químicas dos frutos analisados, porém compatíveis com os aspectos apresentados em outras regiões do semiárido brasileiro. Os umbus de plantas nativas do Seridó e Curimataú Paraibano apresentam características físicas (massa frescas dos frutos e rendimento em polpa) e químicas (teores de sólidos solúveis e pH) compatíveis com as exigências da agroindústria local.

Citação

Artigo Completo

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.