Trabalho e Assédio Moral: Rumos de uma Violência a ser Combatida na Administração Pública e Privada

Abrantes Júnior, João Bosco
Silva, Gilvandro Vieira da

Resumo

Este artigo tem como finalidade apresentar conceitos, discutir e apontar as principais questões relativas ao assédio moral, um grave e antigo problema relacionado ao trabalho que só “recentemente” ganhou visibilidade e interesse de estudiosos, trabalhadores, sindicatos e empresas e vem sendo tratado com a devida importância, tomado, aos poucos, contornos de dimensões proporcionais com os problemas que esse mal pode causar à vítima, principalmente a sua saúde, que na prática do dia a dia, no espaço de trabalho, aparece sob a forma de violência psicológica, onde o trabalhador, sendo a principal vítima, sofre dores subjetivas profundas, geralmente fruto de um comportamento de mando, de poder autoritário e excludente, advindo, na maioria das vezes, de seu superior hierárquico, seja nas empresas públicas ou privadas. Além disso, ressaltar também que essa forma de pressão e agressão psicológica, pode vir de um colega de trabalho de mesmo nível hierárquico, isto é, que não existe relação de subordinação. Por ser, o assédio moral, uma ação de rebaixamento pessoal e profissional em que a vítima é literalmente humilhada, podendo, assim, sofrer danos a sua saúde, físicos e mentais, precisa ser repudiado, debatido e judicializado, para que os agressores possam ser punidos de forma proporcional às dimensões das consequências dos seus atos. No mais, este artigo é fruto de uma pesquisa bibliográfica baseada no estudo de algumas leituras de referência, contidas em livros e artigos da área, assim como pela internet, que ampliam e enriquecem o debate da questão.

Citação

Artigo Completo

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.