Desenvolvimento de procedimentos didático-pedagógicos de ensino de química experimental para a inclusão de alunos deficientes visuais

Silva, Bruno Enedino de Oliveira

Resumo

Com a inclusão de alunos com necessidades especiais em salas de aula da rede regular de ensino, novas metodologias de ensino têm sido elaboradas para facilitar o processo de ensino-aprendizagem desta nova classe de alunos. No que diz respeito a discentes com baixa ou nenhuma visão, a utilização de recursos como grafia braille, material em alto-relevo e a utilização de tecnologias assistivas como teclados colmeia, calculadoras sonoras, linhas braile, entre outras, têm facilitado a inclusão destes alunos em salas de aula. Para o ensino de Química, estes recursos permitem assimilar o conteúdo teórico apresentado em sala, mas pouco ajudam na realização de práticas experimentais. Desta forma, situações que para alunos normovisuais são simples, como a determinação de acidez e de condutibilidade elétrica, são impraticáveis por alunos deficientes visuais pela falta de instrumentos adaptados. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi desenvolver procedimentos didático-pedagógicos de determinação de acidez e de condutibilidade elétrica, utilizando-se um instrumento de detecção de cor e um instrumento de detecção de condutibilidade elétrica para os alunos não videntes, de modo a permitir que eles possam participar de aulas experimentais com maior autonomia. As metodologias foram desenvolvidas para serem aplicadas em salas de aula de nível médio. Além dos conhecimentos adquiridos pelo aluno, outros aspectos foram observados como a melhoria da autoestima dos discentes relativo à disciplina de Química.

Citação

Artigo Completo

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.