UM OLHAR SOBRE A PRODUÇÃO DO PET-QUÍMICA DO IFPB: O ENSINO DA QUÍMICA PARA ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL

Santos, Lilian Mamedes dos

Resumo

Dentro do contexto de que o ensino na área das Ciências Exatas, especificamente na disciplina Química, na maioria das vezes, segue por uma conjuntura tradicional e metódica, os alunos naturalmente tendem a ter uma aversão por esta matéria. Devido a fatores como: aulas mecânicas, memorização de fórmulas, a falta de entusiasmo e interação estudante-professor, falta de laboratório nas escolas e de aulas diferenciadas e contextualizadas, falta de infraestrutura para realização de atividades motivadoras, e/ou ainda a falta de instrumentos didáticos como facilitador do conhecimento. Destas dificuldades, podemos refletir sobre o ensino da Química para estudantes com deficiência visual, onde faz uso de recursos concretos, pois se tem um grau de abstração muito elevado para este tipo de alunado. Nesta perspectiva, o presente trabalho traz como problemática a questão norteadora: Quais instrumentos podem ser adaptados no ensino da Química com estudantes com deficiência visual no Ensino Médio? Compreender como ocorre a participação dos estudantes com deficiência visual nas aulas de Química é um desafio, tendo em vista a falta de preparo e desinteresse dos docentes para lidar com estes alunos e a carência de recursos adaptados que facilitem seu processo de ensino- aprendizagem.

Citação

Artigo Completo

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.