UM IDENTIFICADOR DE CORES DE SOLUÇÕES VOCALIZADO PARA DEFICIENTES VISUAIS

Custódio, Lucas Caetano de Oliveira

Resumo

A educação atual tem apresentado várias particularidades, entre elas o ensino inclusivo que é o objeto de estudo deste trabalho. O ensino de química para deficientes visuais é um desafio. A química por se tratar de uma ciência que explora bastante os recursos visuais se torna de difícil ensino para não videntes quando se utiliza recursos tecnológicos usuais, como datashow, giz e quadro. Com o surgimento das tecnologias assistivas, instrumentos tem sido utilizados para aumentar a independência dos deficientes, de forma geral, em relação a acessibilidade. Instrumentos têm sido planejados e desenvolvidos para a facilitação do ensino de química especialmente em salas de aula, entretanto, poucos são projetados para a facilitação do ensino experimental de química. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo, desenvolver um instrumento de identificação de cores vocalizado para a facilitação do ensino de química experimental para deficientes visuais . Trata-se de um identificador de cor com síntese de voz baseado na plataforma de desenvolvimento Arduino programada com linguagem C++ e que utiliza arquivos de voz escritos no formato mp3 para vocalização de cores e de valores experimentais de absorbâncias de soluções. O equipamento possibilita que o estudante deficiente visual consiga distinguir as cores. O instrumento em conjunto com metodologias inclusivas pode ser utilizado em metodologias experimentais que utiliza a cor como meio de caracterizar substâncias ou processos químicos.

Citação

Artigo Completo

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.