Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCarvalho Filho, José Adeilton-
dc.date.accessioned2018-06-05T13:59:49Z-
dc.date.available2018-06-05T13:59:49Z-
dc.date.issued2018-04-27-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ifpb.edu.br/jspui/handle/177683/347-
dc.description.abstractO ruído de Barkhausen é utilizado em ensaios eletromagnéticos para acompanhamento de fases em materiais ferromagnéticos. Esse ruído é gerado da interação de uma onda emitida por uma bobina e uma induzida em outra posicionada no material. As características da onda emitida como frequência e amplitude e da bobina receptora variam nesses experimentos e dificultam a padronização. No presente trabalho é realizado um estudo para determinação da frequência e amplitude ideais da onda emissora capaz de gerar o ruído Barkhausen, ao passar numa microestrutura formada de precipitados finamente distribuídos dentro do material. Esta onda ideal é em seguida utilizada para acompanhar o endurecimento e capacidade de absorver energia por impacto de um aço inoxidável duplex, na temperatura de fragilização de 475 °C, por tempos de tratamentos até 100 horas. Ondas emissoras com frequência de 5, 25, 75 e 100 Hz e amplitudes de 1, 3, 5, 7 e 9 V foram utilizadas. Medidas de raiz média quadrática foram utilizadas como parâmetro de medição do ruído de Barkhausen. Os sinais obtidos na bobina leitora foram passados para o domínio da frequência e utilizados por diferentes filtros passa alta. Os resultados foram correlacionados com medidas de dureza Rockwell C e energia absorvida por impacto. A configuração utilizada mostrou ser capaz de registrar o ruído de Barkhausen e uma onda emissora de frequência de 5 Hz e amplitude de 3 V foi determinada entre as estudadas como ideal. Esta onda, ao ser aplicada para acompanhamento do endurecimento do aço inoxidável mostrou ter valores de RMS crescentes no primeiro estagio de endurecimento, maior taxa, e descrever no segundo de menor taxa, refletindo que o efeito paramagnético da fase formada reduz os efeitos de RMS no segundo estagio. Além disso, foi capaz de acompanhar a redução da energia absorvida por impacto das amostras estudadas. Tudo isso mostrando que os valores de medida de RMS podem ser utilizados como parâmetro para acompanhamento de precipitados finos dentro do material estudado.pt_BR
dc.language.isoptpt_BR
dc.subjectfase α’pt_BR
dc.subjectruído de Barkhausenpt_BR
dc.subjectfrequência idealpt_BR
dc.titleENSAIO ELETROMAGNÉTICO BASEADO NO RUÍDO DE BARKHAUSEN PARA ACOMPANHAMENTO DE FORMAÇÃO DE FASEpt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
ifpb.abnt.categoryMestradopt_BR
ifpb.abnt.grantorIFPBpt_BR
ifpb.abnt.localJoão Pessoapt_BR
Appears in Collections:Engenharia Elétrica