LEVANTAMENTO QUALI-QUANTITATIVO DE SEMENTES CRIOULAS EM COMUNIDADES RURAIS NO MUNICÍPIO DE PICUÍ-PB

DIVANEIDE SILVA DE MEDEIROS, JANDEILSON ALVES DE ARRUDA

Resumo

O armazenamento de sementes é de fundamental importância para a pós-colheita de sementes e grãos, e por possibilitar a conservação por longo prazo, garantindo a qualidade e viabilidade dessas sementes. Objetivou-se com essa pesquisa fazer um levantamento quali-quantitativo de sementes crioulas em duas regiões do município de Picuí-PB. Comunidade Lajedo Grande na região da Caatinga e outra na região do Seridó, Comunidade Quixaba. Foram visitados, no período de maio e julho de 2013, 10 famílias nas diferentes comunidades, sendo feito entrevistas focalizado por meio de uma conversação. As embalagens mais empregadas pelos produtores são: silos metálicos de zinco, garrafa pet, latas, baldes e saco de nylon, utilizadas para armazenamento das sementes de milho, feijão, arroz, melancia e gerimum. Todas as famílias entrevistadas cultivam o feijão macassar e o milho graúdo; menos da metade cultiva fava em ambas as regiões, no Seridó quase a totalidade cultivam melancia e jerimum, enquanto na Caatinga é a minoria. Como tratamento, de forma geral, os agricultores utilizam pílula no feijão, pimenta do reino, casca de laranja, e a cinza. Em relação à qualidade fitossanitária e fisiológica das sementes, na região da Caatinga quase a totalidade das sementes armazenadas em silos tinham a presença de insetos, diferindo da região do Seridó, que não teve nenhuma presença de insetos onde o armazenamento era feito em maior parte em garrafas PET. Nos testes de germinação, a área do Seridó foi à de maiores porcentagens germinativas, 72%, 64% (feijão); 53% (fava), na área da Caatinga, as maiores médias foram 43,5% (feijão); 42% (milho). Verificou-se que a grande maioria, não possuíam sementes armazenadas. As justificativas apresentadas para isso foram à escassez das chuvas, as sementes que os agricultores haviam armazenado no ano de 2011 foram utilizadas para plantio em 2012 e 2013, de modo que as reservas foram consumidas. A falta de sementes armazenadas na região, devido aos problemas hídricos, evidencia a necessidade de organização da população ou de políticas públicas voltadas à conservação e multiplicação das sementes crioulas na região.

Citação

Artigo Completo

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.